terça-feira, 24 de outubro de 2017

Sou daquelas que se joga...

Gosto de gente sem malicia, que se joga. Se permite.
Gosto de gente que não pensa duas vezes, que mal pensa e já faz.
Gosto muito de gente que faz, ao invés de falar.
Admiro quem se machuca, mas levanta e tenta de novo. Quem cai, mas não tem medo da próxima queda, mesmo sabendo que provavelmente ela vá existir.
A vida é assim. Feita de altos e baixos. Tombos atrás de tombos.
Gosto de quem não se fecha. De quem diz sim pra vida. Quem não tem medo de buscar a felicidade onde quer que ela esteja.
Gosto também de quem dá chance pra felicidade, quando ela bate na porta sem você precisar busca-la em algum lugar.
Gosto de quem se joga. Quem aproveita a queda livre. Aquela que nem sempre vai, necessariamente, te levar a um chão duro e frio. Quem não se joga, pode não descobrir a sensação do eterno frio na barriga de estar sempre em queda livre, rumo ao infinito de felicidade.


Pracy

Nenhum comentário:

Postar um comentário