terça-feira, 6 de março de 2018

O Lado Feio do Amor

Mais uma vez me pego aqui: pensando nos erros e acertos de um curto pedaço de tempo que vivi.
Minha vida tem se separado em pedaços. As vezes de 1 mes, as vezes de 3, as vezes de 1 ano.
Sao fatias que eu separo pra analisar, tentando achar o denominador comum. Na verdade um diferente do que sempre encontro: todas elas terminam da mesma forma.
Na verdade nao mais exatamente da mesma forma, mas terminam.

Em cada uma delas, eu tentei fazer alguma coisa diferente. Mas nunca consegui de verdade. A nao ser dessa ultima vez.
Como ja disse inclusive aqui, eu sou do tipo que se joga. Sou do tipo que nao sei deixar rolar.
Mas pela primeira vez eu contive todos os meus impulsos de mandar ele "ir à merda" e respirei fundo. Uma, duas, 452 vezes.
Cada vez que via que ele nao tava tao interessado assim, lembrava que ele nunca disse "que nao", assim como os outros, que eu acabei desistindo por impulso, e fui saber tempos depois que o ser gostava de mim. (Nao o suficiente pra vir atrás quando eu desisti, ams gostava...)

Well, em nenhum dos dois casos, (vejo hoje, que) valeu.

No primeiro eu desisti. Nao sabia o que podia acontecer se eu tivesse "deixado rolar". Esse primeiro caso se repetiu por pelo menos umas 52 vezes só nessa encarnaçao.
No segundo caso, eu deixei rola. E deixei rolar. E deixei de novo. Fiz a egípcia e fingi que nada estava acontecendo. "Legal,vamos curtir, uhuu!".
E o que aconteceu? Aconteceu de novo.

Eu tenho o dom incrivel de fazer "grandes amigos", sabe? Sim, porque quando, nas pouscas vezes em que eles me disseram porque cargas dágua simplesmente desencanaram, disseram que me têm como amiga.

YEAHHH! Era exatamente isso que eu tava procurando! Passava meus dias planejando, me importando, PENSANDO em você, porque eu adorava ser sua AMIGA!
Simmm, claro!

Só que nao.

Eu desperdicei meu tempo, minha energia, meus pensamentos e principalmente meus sonhos, pensando e alguem nao pensava e mim, ainda que estivesse comigo.
Alguem que "nao tinha espaço pra isso", no coraçao.

Sim, eles nunca me prometeram nada, assim como nunca prometi nada pra eles.
O mais engraçado era narrar o livro "O Lado Feio do Amor" enquanto essa historia acontecia. A Historia da Tate e do Miles estava acontecendo ali, na vida real. Em paralelo com as gravaçoes do Audio Livro.

Miles nao ia se apaixonar. Miles avisou Tate. Tate concordou, sempre tendo aquela pontinha de esperança. Miles e Tate se davam bem. Eram bons juntos. Tate inevitavelmente se apaixona por Miles, mas continua seguindo suas regras.
Miles machuca Tate porque é óbvio. Eles terminam.

A diferenca aí é que 2 semanas depois, Miles se dá conta da besteira, resolve se abrir e é claro que lembra da pessoa que era foda pra ele: Tate.
E aí eles vivem felizes para sempre.

Apesar da palavra "surreal" ter marcado uma outra dessas partes da minha vida, eu posso usar-la aqui pra descrever que era surreal narrar uma historia que estava acontecendo comigo. (Tirando a parte do felizes para sempre, pelo menos até entao...)

Resumo da ópera: Sei la. Mais um desabafo que leva de lugar nenhum à nenhum lugar. Devaneios de uma cabeça pós ressaca, pensando, pensando, pensando...

Deu vontade de voltar a escrever meu livro...  vou só terminar a segunda composiçao do dia, antes.
Jesus! Como eu fico produtiva quando to na bad! kkk

Pracy


Nenhum comentário:

Postar um comentário